25/09/12 16:00

Paulo Martelli, idealizador do Movimento Violão, faz concerto

‘Pai’ do projeto que visa tornar o violão erudito acessível é o solista do mês; apresentação será no Teatro Minaz, em Ribeirão Preto

Idealizador e curador do Movimento Violão, que todos os meses programa concertos gratuitos de instrumentistas de destaque, Paulo Martelli é quem se apresenta pelo projeto nesta terça-feira (25), a partir das 20h30, no Teatro Minaz, em Ribeirão Preto. Ele se reveza entre um violão de 6 cordas e outro de 11, especialmente fabricado para o músico.

Na primeira parte da apresentação, Martelli executa um programa clássico no violão de 6 cordas, com peças de compositores de peso, mas pouco conhecidos, como Albert Harris e Fernando Sor. Em seguida, na segunda etapa da noite, o especialista em música barroca - estudou cinco anos no exterior - troca o violão popular por um de 11 cordas para apresentar composições de Bach.

O Movimento Violão, que teve um início tímido no anfiteatro da Biblioteca de Araraquara, em 2003, e há cinco anos foi estendido a Ribeirão e São Paulo, hoje alça grandes voos, supera expectativas. É considerado a série de concertos de violão mais importante do Brasil.
 
"Nossa missão é fomentar a boa música, visando às pessoas que não têm uma boa situação financeira, mas com grande interesse no acesso a uma boa cultura. O popular e o erudito caminham juntos nas apresentações", afirma Martelli.
 
Parcerias
 
A TV Sesc já gravou 11 programas de alta qualidade das apresentações, que são realizadas nas unidades Sesc da capital. Exibido regularmente, levando o trabalho dos artistas para todo o Brasil, o canal já estuda o lançamento dos shows em DVD.
 
O projeto possui dois CDs e um DVD, que são distribuídos gratuitamente nas escolas e faculdades de música do Brasil, sem fins comerciais. Trechos das músicas e apresentações podem ser acessados pelo site: www.movimentoviolao.com.br. O site é bilíngue devido ao interesse crescente de outros países em acolher os recitais. Há também um fórum de discussão para quem quiser participar e ter acesso exclusivo a materiais do movimento, como partituras de músicas e textos teóricos para estudo.
 
A maior parte das apresentações é executada por solistas. Mas há aquelas especiais, com orquestras, duetos e quartetos. 
Em novembro de 2011 e janeiro de 2012, o evento conquistou ares internacionais ao realizar duas apresentações no Kennedy Center, em Washington, nos Estados Unidos, com apoio da Embaixada do Brasil. "Já temos convites para outras apresentações fora do Brasil", conta o curador.
 
Com patrocínio via leis de incentivo do Proac (Programa de Ação Cultural), o projeto também conta com apoio da Cia. Minaz, de Ribeirão; da Fundação Arte e Cultura, de Araraquara; e do Sesc, em São Paulo.
 
Serviço
 
Série Movimento Violão - Paulo Martelli
 
Terça-feira, às 20h30, no Teatro Minaz
Rua Carlos Chagas, 259/273, no Jardim Paulista
Entrada gratuita